domingo, 26 de junho de 2011

VERDADES DE AMAR 1

INCOSNTANCIA DO AMOR


MENTIROSO O AMOR SE CHEGOU
EU BUSQUEI E ELE ME ACHOU
A VIDA ME DANDO TUDO
E EU PEDINDO NADA QUE QUERIA DE FATO
SONHOS EDIFICADOS, O CASTELO...
O MAR E TODA SUA PRAIA AREIOSA!
LUZ SUGIRNDO NA ESCURIDÃO,
BEIJO QUE CONSOME O SER CARENTE,
SOL QUE OFUSCAVA A VISÃO QUE JÁ RECUPERO,
IGUAL A TODOS QUE VI SE POR!

AMOR E DESAMOR, NADA DE DOR...
É COMEÇO E RECOMEÇO,
É CAMINHADA INSEGURA E INCONSTANTE,
SEM MEDO E SOFRIMENTO, É LAGRIMA...
E SÓ LÁGRIMA!
PARTIDA É JANELA SE ABRINDO,
NOVOS HORIZONTES E MONTES VERDES
QUE  NASCERAM DO ADEUS DE UM ABRIGADO,
DAQUELE QUE NO MEU CORAÇÃO DESCANSOU,
CANSOU-ME DE TANTO AMAR!
INCONSTANTE E SEGURO!
COERENTE? SIM!
POIS TODOS OS AMORES PARTEM ,
OU FICAM PARTINDO DE ALGUMA FORMA
O SER ... CRIADO NO OBJETO DE SER!
HOJE OU SEMPRE!

CLODOALDO GOMES

Um comentário:

  1. Muito bom. É preciso enxergar essa ambiguidade para conheer o verdadeiro amor.

    ResponderExcluir